O volume de vendas no comércio varejista, registrado na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgada pelo IBGE, recuou 1,5% em relação ao mês de novembro na série com ajuste sazonal após avanço de 1,0% no mês anterior. Com esse resultado, a média móvel trimestral ficou em -0,4% e o resultado para o ano em 2,0%; o maior crescimento observado para doze meses desde dezembro de 2014 quando havia registrado avanço de 2,2%. O resultado negativo para o mês se deu por ocasião da variação negativa de diversos setores, com destaque para Artigos de uso pessoal e doméstico e Livros, jornais e papelarias, cujas vendas decresceram 6,3% e 4,0% respectivamente. A despeito do resultado negativo para o mês, o comércio varejista avançou 3,3% em relação a dezembro de 2016; resultado ilustrativo da retomada do desempenho da economia brasileira.